Netflix | Next In Fashion

Querem uma boa proposta Netflix? Então permitam-se apreciar o programa Next In Fashion, apresentado por Alexa Chung e Tan France. Quis ver este programa pelo amor à moda, e porque podemos sempre aprender algo em qualquer lado. Longe estava eu de saber que ia aprender tanto, quanto aprendi.

Resumo: inserido na categoria de reality show, este programa baseia-se numa série de desafios colocados a um grupo de designers emergentes ou já com uma boa bagagem e experiência na indústria. Prémio final: apresentação de uma coleção de 10 peças que será vendida na gigante online Net-A-Porter e um prémio monetário no valor de 250 mil dólares. (agora vão ver para saberem quem venceu).

Quando vi este programa disponível na Netflix fiquei logo super entusiasmada porque não é muito comum (ainda) haver muito conteúdo sobre moda. Ou pelo menos é o que sinto. O meu objetivo, como referi em cima, era nada mais do que perceber se poderia adquirir algum conhecimento ou ficar com questões na cabeça que me fizessem ir pesquisar e consequentemente adquirir mais conhecimento.

Vi o programa em dois dias. Ri muito, chorei também e aprendi muito. Fiquei fascinada como a cada desafio haviam tantas propostas diferentes. Imaginem, um episódio (a título exemplificativo) tinha o tema Militar, depois X equipas vão desenvolver 1 ou 2 outfits tendo como base este conceito. O que nos fica na cabeça? Aquele tecido camuflado e a paleta de verdes, castanhos e tons terra a ele associado. Depois começamos a ouvir o processo criativo, onde cada um – segundo a cultura; a nacionalidade; o background; a experiência – vai buscar inspiração. Daí ao desfile é um piscar de olhos. No desfile consegues ver perfeitamente o tema – uns mais bem conseguidos que outros, naturalmente – e tudo o que provavelmente não vais ver é camuflado e verdes, castanhos e tons terra associados.

Perceber que é importante procurar inspiração – ver filmes, séries, cultura… mesmo que não tenha nada a haver com a nossa área de trabalho. Aliás, é algo até que devemos fazer para impulsionar a criatividade – consumir cultura completamente diferente. Acerca deste assunto vi um vídeo no IGtv da @camilacoutinho , em que ela aborda mesmo esta temática de forma sucinta, e achei interessante.

Perdermos tempo, desculpem-me, ganharmos tempo a alimentar a nossa criatividade permite-nos desenvolver trabalhos extraordinários, e isso viu-se imenso durante todo o programa.

Logo no primeiro desafio eu olhei para o trabalho de alguns designers e pensei: vão estar na final, de certeza. No fim não fiquei surpreendida com o vencedor(a), e achei bastante mercador(a). A única injustiça foi não puder haver vitória para mais do que um participante, porque honestamente… God!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s