I’m turning 31! Life update

Os 30 passaram a correr. Mais de resto como todos os anos passam. Tenho sempre essa sensação. O ano passado, quando fiz 30, a pergunta que se impunha era: então, sentes a diferença para os 30?

Sinto! Sinto muito a diferença dos 20’s para os 30’s e é da maneira mais possível que poderão imaginar. Não vos consigo explicar, mas muitos dos pensamentos que me assolavam a cabeça, desapareceram com a chegada dos 30. Estarei velha para fazer o que quer que seja? Terá passado o meu momento para me aventurar em coisas novas? Estou-me a atrasar para ter filhos, encontrar o amor e todas essas coisas ‘normais’? Já devia ter feito algo que não fiz? Esta idade é maravilhosa porque tenho a maturidade que não tinha aos 20, e continuo a ter o mundo inteiro à minha frente por explorar!

“tenho a maturidade que não tinha aos 20, com o mundo inteiro à minha frente!”

Eu, por natureza, já sofro de ansiedade. Eu sei, a ‘doença’ da moda. Pratico muito o overthinking, desporto esse que estou a tentar deixar. E estas coisas todas dão cabo da cabeça, e deixam-me incapaz de ver as coisas com claridade. Sou aquela miúda que assim à primeira vista tem tudo. E tenho. Não querendo estar aqui a gabar ao vento, mas eu tenho a melhor família, os melhores amigos, uma vida relativamente pacata que me dá espaço para ir fazendo o que gosto e uma gata que é uma mistura de amor com uma veia de devil. E mesmo assim sinto-me muitas vezes demasiado cheia de tudo, demasiado perdida em pensamentos. Milhares de pensamentos misturados sobre tudo e sobre nada!

A minha vida ainda não é aquilo que imaginei, mas acredito não estar longe. Descobri isso quando, em janeiro deste ano, defini que o meu objetivo principal para este ano era ‘só’ ser feliz, e procurar essa felicidade todos os dias. E isso inclui melhorar-me enquanto pessoa, de dentro para fora.

Queria ter assim uma grande lição para transmitir que fizesse alguém no mundo ler este texto e sentir aquele despertar para algo maior. Lamento mas não tenho nada! O que eu tenho para dizer é: a vida é full of shit, somos adultos, temos de lidar com demasiada merda que não nos apetece, mas tem de ser (= ser adulto) e acho que isto é o máximo com que nos devemos preocupar na vida. Isto é a parte da sobrevivência. Mais de resto? É ligar o descomplicometro. A vida acontece todos os dias, em todos os momentos, em todos os segundos.

Esta semana despeço-me dos 30 e dou as boas vindas aos 31. Ainda não chegámos a meio do ano e este ano já está a ser épico. Não podia estar mais entusiasmada com o que a vida tem guardada para mim!

One thought on “I’m turning 31! Life update

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: