Travel with Catarina #2 – Roma

Foi no início de 2018 mas tinha que vos contar a viagem que fizemos até Roma em (menos de) 48 horas.

Aterrámos no aeroporto a meio da tarde e já se sabe que se perde sempre algum tempo entre o aeroporto e o hotel, com comboio e autocarro pelo meio. Chegámos ao hotel e ficámos logo apaixonados pelas ruas que o rodeavam, pois pareciam saídas diretamente de um filme. O hotel ficava no Município II, mesmo junto ao centro histórico. Depois de fazer check-in e colocar as malas no quarto, fomos aproveitar a luz que ainda tínhamos, percorrendo a pé as bonitas ruas, até à Piazza della Republica (Praça da República) e à Basílica S. Maria, que é linda por dentro. 

Entretanto foi anoitecendo e fomos até à famosa Piazza di Spagna (Praça de Espanha). Tanta caminhada, abriu o apetite e fomos a uma das inúmeras pizzarias onde jantámos pizza e pasta, claro! ahah

Como tínhamos pouco tempo numa cidade com tanto para conhecer, aproveitámos todos os momentos. Assim, depois do jantar fomos até à Fontana di Trevi (Fonte de Trevi). Uma paragem obrigatória e um dos monumentos icónicos de Roma.

A custo, lá conseguimos atirar a nossa moeda (tinha de ser!) e pedir o nosso desejo. Já era tarde, mas não podíamos ir para o hotel sem antes passar pelo grandioso Colosseo (Coliseu). E que bem que fizemos. Não o podemos visitar, claro, mas como estava deserto podemos tirar todas as fotografias que quisemos e admirar a sua grandiosidade, imaginando o que aconteceu naquelas paredes. As luzes que o iluminam tornam tudo perfeito.

Tomem nota: uma vez que estão em Roma, vejam o Coliseu durante a noite! Não se vão arrepender!

O segundo dia começou bem cedo e a primeira paragem foi no Vaticano. Acho que mesmo quem não é católico, vai até ao Vaticano e não passa em claro, pois é um sítio com uma aura especial. Não visitámos o museu, primeiro porque decidimos não ir dado o pouco tempo disponível, mesmo que na altura tivéssemos decidido ir, desistíamos, pois, a fila de espera para comprar os bilhetes era de cerca de 3 horas (!!!)


Lição a reter: comprar os bilhetes para o Museu do Vaticano online. Não, não vimos o Papa, mas aqui bebemos o nosso café mais caro de sempre!

Do Vaticano, fomos até ao Castelo Sant’Angelo, que infelizmente não podemos visitar visto que estava em obras.

Uma das coisas que vão reparar é que Roma é muito fácil de percorrer a pé. As ruas são praticamente todas planas e, por isso, quando damos por nós, percorremos vários quilómetros. É ótimo andar na cidade inteira desta maneira, porque é uma cidade cheia de pormenores. Cada ponte é única e linda, os edifícios são todos trabalhados, as ruas cheias de charme, é maravilhoso!

Piazza Navona (Praça Navona) foi a paragem seguinte e tivemos sorte, pois estava a decorrer uma espécie de espetáculo de rua, com muita música e diversão. Depois fomos até à zona de Trastevere. Diferente da típica Roma com todas as suas majestosas obras, com muito menos turistas, uma zona pitoresca e muito charmosa e onde se come muito bem.

Depois do almoço num dos restaurantes de Trastevere, passamos pela Ilha Tiberina, que é uma particularidade muito engraçada de Roma, e fomos até ao Altare della Patria (Monumento Nacional a Vítor Emanuel II). Seguimos para o Colosseo (Coliseu), desta vez para entrar. Não tenho palavras para descrever. É um dos lugares que devemos ir, sem dúvida. Aqui, mais uma vez, o ideal será comprar os bilhetes online. A fila para a compra dos ingressos era enorme e nós, como já tínhamos bilhetes, entrámos sem qualquer fila. No seguimento da visita ao Coliseu, fomos até ao Foro Romano (Fórum Romano), que é género bairro e que ainda se mantém as ruínas. Decidimos voltar à Fontana di Trevi (Fonte de Trevi) para tentar tirar uma fotografia com a luz do dia e valeu muito a pena, pois se a fonte é linda de noite, de dia tem uma magia única. Durante a caminhada, saboreámos o famoso gelado italiano e acabámos por jantar num restaurante a vaguear pelas ruas, apenas admirando a cidade, sem grandes planos, até chegarmos ao hotel.

No último dia, ou melhor, na última manhã, decidimos tomar o pequeno almoço fora do hotel e antes de irmos apanhar os transportes para o aeroporto, fomos até à Bocca della Veritá (Boca da Verdade). Mais um lugar de passagem obrigatória da cidade.

Ficaram muitos lugares por conhecer, muitos locais para visitar e muita coisa para experimentar. Mas para 48 horas não estivemos nada mal.

Cátia, na nossa futura tour por Itália, Roma está incluída, ok?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: